quinta-feira, 17 de julho de 2014

Está Na Hora de Avisar aos Goy







LIVRO DE RABINO PERMITINDO A MATANÇA DE CRIANÇAS GOY SE TORNA BEST SELLE



JERUSALÉM - Um rabino judeu lançou um livro dando aos judeus permissão para matar não-judeus, incluindo bebês e crianças, que possam representar uma ameaça real ou potencial para os judeus ou Israel. "É permitido matar os justos entre os não-judeus, mesmo que eles não sejam responsáveis ​​pela situação de risco", o rabino Yitzhak Shapiro, que lidera a Yeshiva Od Yosef Chai no assentamento Yitzhar, na Cisjordânia ocupada, escreveu em seu livro " Torá do Rei ".


Ele argumenta que os goyem (um epíteto depreciativo para os não-judeus) podem ser mortos se eles ameaçarem Israel.

"Se matarmos um gentio que pecou ou violou um dos sete mandamentos - porque nos preocupamos com os mandamentos - não há nada de errado com o assassinato."

Não-humanos

O edital controverso é apoiado por numerosos rabinos afiliadas com o chamado campo nacional-religioso, bem como o seminário talmúdico em Jerusalém Ocidental, conhecido como Merkaz Ha'rav.

Entre os rabinos que apoiaram publicamente o edital estão Yitzhak Ginsburg e Yaakov Yosef.

Ginsburg tinha escrito um folheto glorificando o assassino Goldstein e chamou-o de "figura santa."

Pontos de vista de Shapiro sobre como os palestinos e não-judeus, em geral, devem ser tratados de acordo com a lei religiosa judaica (halachá) são amplamente vistos como representando o mainstream não a exceção em Israel.

Durante a ofensiva israelense contra Gaza no início deste ano, Mordecahi Elyahu, uma das principais figuras rabínicas em Israel, pediu o exército não se abster de matar crianças inimigas, a fim de salvar a vida de soldados israelenses.

Ele até pediu ao governo israelense para levar a cabo uma série de bombardeios aos centros populacionais palestinos em Gaza.

"Se eles não pararem depois de matarmos 100, então temos de matar mil. E se eles não pararem depois que matarmos mil, então devemos matar 10.000. Se eles ainda não pararem, teremos de matar 100.000, até um milhão. O que for preciso para detê-los."

De acordo com Israel Shahak, autor de "História Judaica, Religião Judaica: o peso de três mil anos", o termo "seres humanos" na lei judaica refere-se apenas aos judeus.

Muitos rabinos ortodoxos judeus, especialmente no setor nacional-religioso, visualizam as convenções internacionais incriminatórias à matança deliberada de civis e destruição de casas e bens civis como representando "moral cristã" não vinculada aos judeus.

Em 2006, o Conselho Rabínico de assentamentos judaicos na Cisjordânia pediu ao exército "para ignorar a moral cristã e exterminar o inimigo no norte (Líbano) e no sul (Faixa de Gaza).

Tais decretos manifestadamente racistas e odiosos não levantam muitas sobrancelhas em Israel, nem entre entre os intelectuais, nem na sociedade em geral.

Fonte : Esse artigo está disponível no site israelense Haaretz 

Jovens Israelenses assinam seus nomes "with love" nos foquetes que matarão as crianças de Gaza
https://www.facebook.com/PRESSTV/photos/a.352265081481952.72927.145097112198751/750820811626375/?type=1&theater

Alguns preceitos extraídos do do Talmudh

  • Mesmo o melhor dos goy deve ser morto - Abodah Zara 26 b
  • Assassinar um goy é como matar um animal selvagem - Sanhedrin 59 a
  • Todas as crianças goy são animais - Yebamoyh 98 a
  • Judeus podem roubar e matar os não judeus - Sanhedrin 59 a



Leia (se for o caso use o tradutor automático de seu Brwser):
Exemplos de ódio dos supremacistas judeus
(http://news4whites.blogspot.se/2014/06/examples-of-jewish-supremacist-hate.html)

terça-feira, 15 de julho de 2014

OS VERDADEIRAMENTE FILHOS DO DEUS VIVO SE MANIFESTAM

Amigos: 



Veja como é interessante. Há sim dois tipos humanos. Mas não como dizem os sionistas: Nós, os Judeus (eleitos de Jehovah) e os outros, os goy, um subproduto da criação a ser dominado. Ou como dizem os muçulmanos: Nós os filhos de Alah e os outros, os infiéis, a serem extintos, ou como dizem os fundamentalistas cristãos: Nós os que aceitaram Jesus, e que por isso nos salvaremos, e os outros, não crentes, ao qual esta reservado o inferno. 
Mas há sim dois tipos Humanos: os que tem Conhecimento isto é os que o espírito já lhes inflama o coração e os cegos de espírito, os seguidores zumbís dos instintos e das manipulações desse mundo e do deus desse mundo. E isso sem qualquer distinção de raça, sexo ou nacionalidade. 
E esses primeiros são os verdadeiros Filhos do Espírito, não porque os outros não Lhe sejam também filhos, mas porque esses já reconhecem essa filiação ao verdadeiro Deus Universal, e isso o fazem porque simplesmente já O ouvem dentro de si. 
E quando isso acontece assim se manifestam correndo muitas vezes grande perigo como o rapaz deste filme.

Complementando essa ideia acrescento que os que já sentem certa autonomia em resposta a esse Conhecimento interno que lhes fustiga, escapando assim do jugo da dominação coletiva, tem  também a obrigação de buscar o Conhecimento externo nas coisas em transformação radical que estão em plena ebulição no mundo.

Parafraseando um dito de Platão: A busca da sabedoria superior que ignora ou despreza a maior parte da realidade que esta em pleno desdobramento no mundo (principalmente na época de transformação radical atual), realidade essa  na que ela se propõe a ultrapassar, é uma impostura.   

Nos meios de divulgação tradicionais só teremos obscurecimento e manipulação visto que estes são propriedade das forças mundiais que estão orquestrando todo esse caos. Resta-nos por enquanto a internet. Mas precisamos saber procurar e escolher . Porque aqui também tem muito joio misturado ao trigo.

Estamos numa época em que, depois de milhares de anos de desenvolvimento do raciocínio humano, a cada um de nós é exigido usá-lo. Como se fosse um vestibular. Quem usar corretamente o que lhe foi demoradamente construído "passa de ano" para uma nova fase, quem não, retorna a uma fase anterior para começar tudo de novo.

Paulo azambuja



Tradução do que o rapaz israelense esta falando ao povo de Gaza


Uma mensagem a Gaza
"14 de julho de 2014

Prezada populaçao de Gaza,

Tudo que eu disser vai soar sem significado frente a tudo que vocês estão vivendo… mas neste momento é tudo que eu tenho: minhas palavras.

Meu nome é Naomi Levari, eu tenho 14 anos e moro em Israel.

Eu estou envergonhado e eu sinto muito. Eu me preocupo com vocês, choro por vocês e eu sinto por suas perdas. Estes são dias escuros, eu sei que isso não consola vcs de maneira alguma, mas nós estamos fazendo o que podemos, o que não é muito, estamos demonstrando nosso pesar em lugares publicos e nas nossas orações que estamos enviando aos céus, espero que isso mude o quanto antes, eu quero que o governo de Israel responsabilize as pessoas, como os líderes que estão fazendo tudo isso, agora. EU CHAMO O POVO DE ISRAEL A LEMBRAR-SE QUE ISSO NÃO É UM VIDEO GAME, NÃO HÁ GANHADORES, PERDEDORES, PONTOS, ALIAS, SOMENTE PERDEDORES.

Pessoas estão sendo mortas, casas demolidas, e sonhos estão sendo barrados, a sociedade de Israel esta perdendo sua tolerância e se tornando uma mafia. Tudo que podemos fazer, novamente é dizer que, SENTIMOS MUITO e usar todas as ferramentas que temos para parar isso. Fiquem em segurança.

Veja o vídeo

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Tem Copa. Mas Sem Mordida.

Nílton Santos - Campeão Mundial

Amigos:

Quando eu era garoto morava na Gávea (Rio) e todo o dia tomava o “lotação” que me levava ao colégio.

De vez em quando tinha a satisfação de compartilhar a viagem com um ídolo que morava num dos apartamentos de um prédio de três andares alguns pontos na minha frente e que embarcava carregando uma bolsa esportiva com o seu material de treino. Saltava no fim da rua São Clemente, onde ia o resto do percurso (cerca de 1 km) à pé até o campo do Botafogo no Mourisco onde treinava. Era Nílton Santos, talvez o maior lateral direito que o Brasil ou mesmo mundo já teve. Um típico homem de classe média indo de lotação para o seu trabalho. Assim como meu pai, um engenheiro, fazia.

Hoje isso mudou completamente.

Temos milionários, muitos com nem mesmo um terço do futebol do grande zagueiro proliferando por toda a primeira divisão de clubes médios (lembra quanto ganhava aquele goleiro assassino do Flamengo?) e alguns expoentes bilionários, da elite do futebol mundial.

O que mudou? Será que seu futebol é milhares de vezes melhor do que o de Nílton Santos? Certamente que não.

O que mudou é que esses milionários tem no seu futebol diferenciado tão somente um ponto de partida, uma janela para uma maciça exposição mundial midiática.  Em torno de sua figura move-se praticamente todo o fluxo global de propaganda da indústria.

Portanto o que eles vendem, e isso vale milhões, é a sua imagem subjetiva de ídolo, construída a partir de suas habilidades futebolísticas, mas que na psique coletiva a essas habilidades em  muito transcende. Veja o encantamento que as crianças ficam em sua presença, e o mercado ávido sabe bem explorar ao limite esse sentimento.

Onde eu quero chegar com isso é que um jogador tem por força dessa imensa ilusão emocional e comercial construída em torno de sua imagem uma obrigação de comportamento que vai muito mais do que treinar as habilidades expressivas que já demonstra naturalmente com seus dribles e chutes.

Um desses milionários, como uma espécie de zumbi, ao morder na frente de milhões de pessoas um seu adversário, embora depois da mordida continue jogando o mesmo futebol diferenciado de sempre, futebol esse que, como vimos, não é em si o responsável pelo seu valor em milhões, desrespeitou a imagem de ídolo, essa sim valendo os tais milhões, não mais deveria portanto  ser remunerado por ela.

Isso implica que esses ídolos milionários tem que se imbuir de que necessitam praticar um comportamento muito maior do que o de simplesmente aperfeiçoar sua genialidade nas pernas, mas também aperfeiçoar uma atitude de integridade e respeito, pois é isso que fica e é isso que os vende por milhões. 

E isso vale também depois, quando o futebol acaba com a idade, mas a imagem de ídolo fica ainda abastecendo fartamente sua conta bancária.

É por isso que morder o adversário ao vivo ou dizer também ao vivo besteiras tais como “não vai ter copa” não podem ser admitidos nem perdoados pelo público destes jogadores.

Eles precisam saber que são livres para dar belos dribles e potentes chutes, mas não são livres para praticar e dizer toda a sorte de besteiras desse tipo.

Alguns tem que, de alguma forma, aprender a transferir toda a sua inteligência inata das pernas para baixo, para também das pernas para cima, essa talvez não tão inata assim.

Paulo de Azambuja

sábado, 14 de junho de 2014

"O Que Era Velho Passou. Chegou o Que é Novo"


Amigos: 

Compartilhei na minha linha de tempo o seguinte pôster, ao meu ver necessariamente forte, e recebi o comentário que passo a transcrever e em seguida faço o meu comentário.

Você sabia porque esse xingamento é ainda mais ignóbil dirigido à Dilma? Você sabia como era uma das torturas com choques elétricos e onde esses choques eram aplicados? 

Isso aconteceu no Brasil comandado pelos assassinos, carrascos e omissos de então e que agora "reencarnam" em profusão. 

Tem gente que acha o texto do poster muito forte. Mas o que não pode? Isso ter acontecido ou descrever (incomodamente) com termos fortes que isso aconteceu?

Comentário recebido: 

"Tais brincando, essa bandida nem foi torturada. O comunista Mário Lago ensinou a todos: "Se forem presos, digam que foram torturados, mesmo que não tenham sido". Fala sério Rose! Os militares evitaram um golpe comunista de terroristas, guerrilheiros, treinados por Cuba, China do genocída Mao Tse Tung, pela também genocida URSS e pelo também genocida ditador da Coréia do Norte. Dilma roubou e participou de grupos de atentados que mataram inocentes, dois soldados do exército, um ficou despedaçado. Ela roubou o cofre do governados do RJ na época, Adhemar de Barros(*), na quantia de 2 milhões de dólares. Já era acostumada a roubar. Ela e outros, muitos voltaram treinados principalmente por Fidel Castro em táticas de guerrilha e declararam guerrilha ao Brasil, as Forças Armadas brasileiras, os militares reagiram como devem reagir constitucionalmente, legalmente defenderam o povo brasileiro, a constituição e o Brasil e entrou em estado de guerra contra esses guerrilheiros terroristas traiçoeiros. Graças aos militares que interviram contra o golpe comunista que iria instalar uma ditadura comunista militar no Brasil. Procure ler e pesquisar mais sobre o assunto, a verdade. E não acredite nos comunistas, eles só mentem, enganam e trapaceiam"

(*) Adhemar foi governador de São Paulo



Agora segue o meu comentário: 


"Na verdade esse tipo de manifestação acima, que é o mesmo que existia entre os assassinos e os omissos na época da ditadura - na qual eu já era um rapaz, portanto: Eu Vi. Eu Sei; é uma alienação inerente à consciência e à moral de um tipo de pessoa, que esta muitas vezes muito perto de você: pode ser um pai, um irmão... 

Não há espaço para argumento. Uma pessoa dessas talvez (e eu friso - talvez, pois nem assim é certo) só compreenda isso quando venha a sofrer diretamente em si ou em seus próximos a força destruidora dessa truculência e dessa ignorância. 

São, e fazem questão de ser - não abrem mesmo de nenhum modo mão de se-lo - dirigidos por rótulos - "Globo-Driven", se expressam por curtos jargões desconexos, catados à esmo de terceira mão e até mesmo por xingamentos (como o recente VTC dirigido publicamente à uma senhora presidente eleita de um pais de 200 milhões de pessoas).

O que me faz "perder tempo" com esse tipo de pessoa, escrevendo essa nota por exemplo, não é de forma alguma a expectativa de com eles desenvolver qualquer tipo de diálogo lógica e factualmente orientado. Isso não é possível de jeito nenhum. 

O que me faz escrever esses comentários é partilhar com os outros que, como eu, constatam de alguma forma esse estado de consciência zumbi se expandindo e ganhando até prevalência cultural, é exatamente mostrar - com esses exemplos práticos - que na verdade estamos vivendo uma época em que a consciência humana (e consciência aqui é tanto cabeça como coração) está se dividindo, digamos assim, no Velho e no Novo Ser Humano, e esse contraste é só o que me interessa destacar. Ao contrário do que possa parecer não estou encetando nenhuma luta política, mas sim me manifestando pela consciência e nesse sentido me considero muito bem acompanhado:


ariano suassuna dilma eduardo campos

Escritor Ariano Suassuna:"Não estou falando na política miúda. Nunca me omiti na política, faço política com ‘P’ maiúsculo. Tenho interesse no Brasil. Por enquanto nós estamos querendo a reeleição de Dilma”


Vou postar abaixo dois videos que já postei na minha LT e que mostram magistralmente o que é o Novo enquanto que o que é Velho terá que passar, pois não mais haverá lugar nesse planeta para se manifestar. 

Vejam então os dois vídeos onde O Novo (Graças a Deus) nos dá grande alegria e esperança, contrastando com o lixo acima comentado.



“O Que Era Velho Passou. Chegou o Que é Novo”



Paulo Azambuja



sábado, 7 de junho de 2014

COPA - INVESTIMENTO OU CUSTO

Amigos:

Estou trazendo aqui uma postagem do Portal Brasil sobre a copa e considero principalmente significativo alguns comentários que essa postagem gerou e que aqui reproduzo:  


Construção e reforma dos Estádios para a #Copa2014 gerou empregos, incentivou o setor de construção civil e alavancou a indústria do futebol brasileiro.

Agendas das Arenas preveem diversas possibilidades de uso e empregabilidade para depois da realização do mundial. Saiba quais: http://goo.gl/fRRLX4.
 Eis uma seleção dos comentários;

Interlocutor1:  Não concordo, muitos serão elefantes brancos, sem utilização. Algumas arenas em suas cidades nem possuem times para jogar nos mesmos.
Se tivesse que usar dessa falácia de incentivo a alavancar a já enfadada e devedora entidade ao qual todos os times representam com Milhões em não pagamento de imposto... Ao menos deveriam ser investido esses tais dinheiros a literalmente fundo perdido do BNDES em estádios, dos quais, existam públicos. 

Investir é trazer melhoras significativas em curto e longo prazo. As despesas é clara. Pois, se fosse investir não teria ficado a eterna briga, quem empresta, quem é o consignatário do empréstimo...e assim vai.

Gerou empregos, gerou movimento geral em abertura de empregos Ok, mas a questão ao custo do que?

Investir em futebol... e o discurso de outras obras de Infra que a Copa iria trazer.... mais da metade do prometido não foi entregue ou nem começado. 

As que foram vejamos a qualidade tal como o recente alagamento do aeroporto de brasilia... Isso é Despesa, pois o que foi investido, terá que ter novas somas para dar uma qualidade ao menos razoável em tudo, que foi deixado para os últimos meses para findar em contratos de compra sem licitação.


Paulo Azambuja:  O Maracanã do Rio, por exemplo, é palco de muitas outras atividades: shows de Roberto Carlos, Madona eventos de igrejas e muitos outros que o ALUGAM. Portanto é INVESTIMENTO isso é GERA RECEITA e que - é claro - se for bem administrado é LUCRATIVO.

Por outro lado de onde você tirou essa informação que “mais da metade do prometido não foi entregue ou nem começado” isso precisa ser fundamentado senão fica parecendo manchete do Globo. 

Interlocutor1: Paulo, é muito paliativo, não estou questionando isso, mas é muito pouco.
Vamos ao exemplo que ferra com tudo 2014, Copa. Em 2016 temos olimpíadas no Rj e o Mesmo Estadio que teve bilhão em gasto irá sofrer nova Reforma já programada para Suportar o Evento Olimpíadas... Logo mais dinheiro gasto ... em algo já totalmente reformado, onde está a logica.

Voltamos ao exemplo ai de sua cidade Engenhão... Feito para os jogos Panamericanos, estádio bom e bonito ai pergunto o que tem ido de eventos lá? Nada pois nem jogos tem quase sendo feito lá....Estádio não trás cultura.

Paulo Azambuja:  Quando eu distingo que a Copa é obviamente um investimento e não uma despesa eu não estou dizendo – o que também é óbvio – que todo o investimento é um BOM investimento no sentido estrito econômico, no qual o valor do retorno financeiro obtido é maior que o valor financeiro ali aplicado. 

No caso específico das olimpíadas do Rio, ocorrida sob a gestão de César Maia (DEM, PSDB), eu desconheço se as olimpíadas sul americanas realizadas aqui foram um bom ou um mal Investimento no computo geral, isto é se o gasto com todos os investimentos foram devidamente cobertos por todas as receitas.

Você se refere a um dos muitos investimentos feitos que foi o estádio de futebol “Engenhão” que foi mal construído (talvez até por negligência ou falcatrua) tornando-o assim num grande prejuízo, mas certamente isso não foi pelo fato de se investir num estádio, mas sim pelo fato de se investir num estádio mal projetado e mal construído que se tornou inutilizável em poucos anos.Durante os poucos anos gerou receita dos jogos assim também como havia outros eventos lá. Não sei quanto de retorno do investimento nesses poucos anos foi recolhido, mas pelo pouco tempo certamente deve ter ficado no prejuízo. 

Já, por exemplo, o Maracanã (o antigo) ficou firme durante quase sessenta anos e certamente financeiramente foi um bom investimento além do valor que teve como polo de lazer o que espero que todos achem uma coisa importante para uma cidade principalmente uma cidade turística como o Rio. Isto é uma cidade que deve investir em turismo. O Rio é uma cidade turística!

E mais além do puramente numérico e econômico:

Qual o sentido econômico de no início do sec XX se “investir” na estátua do Cristo Redentor. Dá para aferir só financeiramente os seus benefícios?

Na época da ditadura o obscurantismo não foi só político mas se estendeu, como sempre acontece, por outros aspectos da cultura. Nessa época foram cometidas várias aberrações arquitetônicas que desfiguraram o Rio em muitos lugares. Uma delas foi a demolição do Palácio do Monroe na Cinelândia para dar lugar a uma estação de metrô e uma outra foi a construção do viaduto da Perimetral que desfigurou todo o centro histórico do Rio inclusive a praça XIX, lugar da chegada da família real portuguesa ao Brasil e lugar onde D. Pedro proclamou o discurso do “Fico” entre outras coisas.

Esta em pleno andamento no centro do Rio uma obra de custo vultoso que visa a urbanização do nosso centro histórico e a revitalização de áreas atualmente degradadas do antigo porto.

Para tanto entre muitas outras coisas o horrível viaduto da Perimetral com quilômetros de extensão foi demolido. A gritaria de alguns deputados da oposição contra o “absurdo” de se gastar tamanha soma com essa demolição foi bem divulgado. 

Vai dar pra quantificar o benefício de se ter de novo uma praça XIX com sua majestosa beleza original restaurada e a região do Porto com seus prédios antigos restaurados e suas áreas históricas, com um antigo porto de chegada de escravos recuperada?

Vamos contabilizar esses custos como prejuízo? Quantas escolas poderiam ser feitas com a perimetral impávida ficando onde estava? Tem sentido essa pergunta? Que tal irmos nas cidades históricas de minas e vendermos as obras do Aleijadinho para o Louvre ou em Salvador e tirar todo o ouro das igrejas, fundí-lo, e construir alguns hospitais. Esse tipo de pensar tem algum sentido?

Interlocutor2: Fizeram esta lambança de futebol na ditadura! E agora a história se repete, cretinismo político!

Paulo Azambuja: Foi muito interessante lembrar disso. Porque a situação do alvoroço da copa na ditadura e a situação do alvoroço na copa agora é praticamente o mesma só que com sinais trocados.

Em ambos os casos houve uma orquestração da elite nacional, da imprensa (o Globo) e dos coxinhas, comandados pelos patrões internacionais para canalizar a grande energia da copa para uma manipulaçâo histórico-política  bem determinada.

Na época da ditadura (eu te amo meu Brasil eu te amo.... Lembram?) tratava-se de canalizar a energia para valorizar o Brasil da ditadura e com isso rebocar a aprovação pública da política internacional em realização a todas as outras ditaduras carniceiras de todo o cone sul.  

Já hoje sob a mesma elite internacional, seus lacaios brasileiros na política e na imprensa (O Globo ainda aí, firme) e os coxinhas de agora, trata-se de, trocando os sinais, também canalizar essa mesma energia da copa só que agora agora para  desvalorizar e criar o caos e fragmentar o Brasil. O Brasil de hoje apresenta uma independência do FMI, é elogiado inclusive por autoridades como o premio Nobel de economia, tem situações muito significativas de emprego e aumento de renda (por favor vejam os dados, não discutam com os fatos) e  produz eleições diretas a cada dois anos e esse Brasil não interessa à elite internacional

Se esse plano de “esculhambar o Brasil” for bem sucedido esvaziar-se-á assim o BRICS que atualmente vai se tornando um grande risco para política hegemônica global da Nova Ordem Mundial e o Brasil voltará a ser o que era na era Fernando Henrique (se você não sabe como era procure estudar a história dos fatos da época e veja o quadro abaixo ). 

Só que agora será pior (o mundo esta bem pior) pois no mesmo saco de renegados da banca internacional vamos  juntar-nos à Ucrânia, Síria, Líbano, Grécia, Espanha, Portugal...

Interlocutor3:  Péssimo investimento com meu dinheiro!

Paulo Azambuja:   O "péssimo" aqui, se estivermos falando de teoria econômica, não pode ser usado sem uma quantificação. Teríamos que esperar as contas para ver.

Agora eu sei que nesse assunto não é disso que se trata. O “péssimo” aqui não passa de uma exclamação demonstrando um sentimento de aversão potencializado e dirigido pela imprensa a qual alguns, não poucos, se deixam manipular. 

Na verdade esse tipo de sentimento não admite argumentação. 

Portanto não há aqui "conversa argumentativa", mas simplesmente interjeições emotivas.

Sócrates (*) aqui estaria desempregado.


(*) Olha, eu não estou falando do nosso saudoso craque da seleção não. Estou falando do “outro”. 

Leia: A Copa é um bom negócio para o Brasil, trazendo ótimo retorno para a economia do país


NOS TEMPOS DE FHC-PSDB

RENATO COBUCCI/IMPRENSA-MG-39150: Usina Solar do Mineirao - Parceria entre Secopa e Cemig.

Credito: Renato Cobucci/Imprensa MG
Data: 16-05-2013
Local: Estadio Mineirao

USINA SOLAR DO MINEIRÃO BENEFICIA 1,2 MIL CASAS







terça-feira, 6 de maio de 2014

"The Guardian" - Bill Gates Admite os Chentrails




Eis o artigo:

Os geo-engenheiros estão finalmente tirando o chemtrail do armário. Os relatórios estão agora emergindo sobre os planos deliberados de despejar incontáveis ​​toneladas de produtos químicos de sulfato na atmosfera com a finalidade de combater a suposto chamado "aquecimento global". O jornal britânico “The Guardian” e outros estão relatando que um fundo de pesquisa de milhões de dólares, iniciado e financiado pelo entusiasta da vacinação em massa e fundador da Microsoft, Bill Gates, está sendo usado para financiar o projeto. Um grande balão pairando a 80.000 pés sobre Fort Sumner, no Novo México, vai liberar os sulfatos na atmosfera dentro do próximo ano.
O propósito declarado para esta liberação maciça de partículas de sulfato tóxicos é que isso irá supostamente refletir a luz solar de volta para a atmosfera e, assim, esfriar o planeta. Mas muitos grupos ambientalistas e defensores do bom senso estão condenando a ideia como perigosa, que pode resultar em danos permanentes aos ecossistemas em todo o globo.
"Os impactos incluem o potencial de danos à camada de ozônio, e a interrupção das chuvas, particularmente nas regiões tropicais e subtropicais, potencialmente ameaçando o abastecimento de alimentos de bilhões de pessoas", disse Pat Mooney, diretor-executivo do ETC Group, um grupo canadense de proteção ambientalista.
"Ele não fará nada para diminuir os níveis de gases de efeito estufa na atmosfera ou interromper a acidificação dos oceanos. E a geo-engenharia solar é susceptível de aumentar o risco de conflitos internacionais relacionados com o clima, uma vez que a modelagem de dados mostra que representa maiores riscos para o hemisfério sul do planeta." 
Mas o séquito dos suportadores de Gates é persistente em seus esforços para o geo-graffiti do mundo, e seus cientistas insistem que os governos não estão fazendo o suficiente para lutar contra os supostos impactos ambientais do aquecimento global. Como os governos se recusam a implementar impostos altos o suficiente sobre carbono, para eliminar os gases de efeito estufa, Gates e Co. acreditam que não tem outra escolha para "salvar o planeta", poluindo-o com partículas de sulfato. A pulverização os céus com partículas de sulfato irá destruir o planeta mais rápido do que  o "aquecimento global" jamais poderia.
No entanto as partículas de chemtrails de sulfato de  Gates são tóxicas, e constituem o mesmo tipo de material ambiental (PM) que a Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA) considera ser um nocivo poluente do ar. 

Por isso, pulverizar deliberadamente os céus com minúsculas partículas compostas de qualquer material é perigoso tanto para a saúde respiratória em humanos e animais, como para as fontes de água, solos e outros recursos ambientais delicados.

"Partículas de sulfato de chuva ácida podem causar danos à saúde da vida marinha nos rios e lagos que contamina, e pode resultar em mortalidade ", diz um guia sobre poluição da água. Um relatório da Universidade de Washington também explica que as partículas de sulfato contribuem para a chuva ácida, causando irritação pulmonar, e tem sido a principal culpada em causar a neblina que obscurece a visão clara do Grand Canyon."
Bloquear o sol com partículas refletoras também vai privar seres humanos de exposição à luz solar natural, que é a fonte primária para a geração natural de promoção da saúde de vitamina D no organismo. 
Então, mais uma vez, Bill Gates está à frente de um projeto que visa controlar o clima de forma artificial usando produtos químicos tóxicos, um esforço que é certo ira criar [sic: na verdade já esta criando há muito tempo, é só olhar pra cima e observar os rastros químicos nos céus] todos os tipos de problemas potencialmente irreversíveis para a humanidade e para o planeta .
Fonte | TheGuardian | InfoWars
***
Meu comentário: Primeiramente o arquivo acima é esquivo em relação a deixar bem claro que esse derrame químico já está há muito tempo em plena realização; senão, como poderia, inclusive como diz o próprio arquivo, "já estar sendo o responsável pela neblina que obscurece a visão clara do Grand Canyon."  
Mas o que mais me interessa realçar aqui é como as coisas só "existem" quando começam a sair na grande mídia. 
Há anos temos visto e mostrado inúmeras fotos e declarações de inequívocos, inquestionáveis sob o ponto de vista observacional, trançados de rastros formando um emaranhado de redes persistentes no céu, bem como vídeos de uma substância tipo polímero se precipitando após essas emissões assim também como relatórios oficiais mostrando concentrações elevadas de bário, estrôncio e alumínio no solo e nas águas. 
Mas no entanto isso não 'existia'
Só agora com a grande mídia começando, "de leve", a falar sobre isso a massa-zumbí também "de leve" vai seguindo a orquestração sincronizada e prestando alguma atenção ao FATO. 
E aqui esta o mais lamentável da época atual: a escalada da guerra, a poluição do ar terra e alimentos, a poluição radioativa do Pacífico, o caos orquestrado, a indignação dirigida, a derrocada econômica, a devassidão desmedida, a pedofilia generalizada,... tudo isso está acontecendo "livre, leve e solto"  nas "fuças" inertes de uma massa zumbificada tanto pela própria química que esta sendo lançada como pela omissão e alienação orquestrada e intencional da grande mídia

E isso já esta se aplicando "de vagar, de vagar, de vagarinho" também no Brasil; é só ir observando a crescente manipulação que sofremos maciçamente pela mídia.  
Não tem mais jeito; tudo isso vai recrudescer até um ponto de múltiplas "explosões" em sangue, caos,  "choro e ranger de dentes".

E depois? 
Bem, depois...
Quem viver verá!

Paulo Azambuja

Se quiser se inteirar mais profundamente, eis dois vídeos para serem vistos:

RastrosQuímicos - Chemtrails - O que eles estão vaporizando no Mundo?

Chemtrails & Morgellons - A Lepra Tecnológica


Poster publicado no FB pela amiga Gisela Brasil ://www.facebook.com/gicela.brasil




Paulo Azambuja

domingo, 27 de abril de 2014

A Ciência em Choque com as Breves Perspectivas do Limite

Amigos:







Trago-vos nesses vídeos uma revelação categórica totalmente científica e objetiva sobre o final definitivo dessa nossa era. Uma coisa que muito me impressionou nesse vídeo foi a expressão claramente compungida e emocional da cientista palestrante o que não é usual em uma preleção  acadêmica.

Também ao final temos o texto de igual teor do professor emérito da universidade do Arizona: Guy McPherson.

Ao texto final do professor gostaria de fazer uma observação:

O comentário do professor, embora muito tocante e oportuno é ainda um texto de cunho estritamente materialista e portanto nada tem a acrescentar a uma dimensão cósmica de nível Consciência-Alma-Espírito pela qual eu entendo seja única maneira de se abordar, entender e, mais importante, enfrentar tal situação, que, diga-se de passagem, é uma das muitas tantas outras situações definitivas  e objetivas atualmente em acelerado curso, tanto no clima, como na política, na economia, na geologia, na moral... , que caracterizam o Limite Definitivo de nosso atual estado de consciência, tanto pessoal como planetário.

Nossa única preparação possível para isso é cuidarmos de nossa alma-espírito em profunda introspecção esperando que a coletividade dos seres humanos que assim o façam cuidem também em decorrência de aproveitar cósmica e transcendentemente a irreversível e radical breve e grande transformação da nossa consciência alma-espírito planetária.

Que saibamos fazê-lo!


Paulo Azambuja